Buscar
  • henriquenunes6

Regionais compartilham experiências do Programa Mulher


Brasília, 14 de junho de 2022.


Na tarde desta segunda-feira (13/6), o Comitê do Programa Mulher esteve reunido com os Creas da Região Sul do país. Durante a reunião foram apresentados os planos de trabalho de cada Crea, bem como as ações de sucesso de cada Regional. Vale destacar que, atualmente, dos três estados do Sul, o Crea-RS e Crea-SC são presididos por mulheres, Nanci Walter e Ângela Cristina Paviani (em exercício), respectivamente.




A conselheira regional e representante do Programa Mulher no Crea-PR, Karlize Posanske da Silva, apresentou as iniciativas do Regional que tem como objetivo fomentar o respeito pelas mulheres e aumentar a participação, seja como diretoras de entidades de classe, presidentes, inspetoras e conselheiras. Entre as ações, Posanske explicou que estão trabalhando a interiorização das iniciativas do Programa Mulher para que haja uma sensibilização ainda maior sobre a importância da participação feminina.


Em relação ao Dia Internacional das Mulheres na Engenharia, que é celebrado todo 23 de junho, Posanske anunciou que o Crea Paraná fará a entrega do Prêmio Enedina Alves a oito mulheres da engenharia em diversas modalidades. “Temos em nossa base de dados que Enedina tem o registro de número 365. Essa primeira edição da premiação marca a história do Crea-PR”, explicou a conselheira. A premiação deve ocorrer de forma presencial no dia 20 de junho às 19h30, na UniBrasil. A paranaense Enedina Alves Marques ingressou na Faculdade de Engenharia em 1940 e se formou em 1945 como a primeira mulher engenheira do Paraná, e a primeira mulher negra a se formar em engenharia no Brasil.



Assessora da Presidência e integrante do Comitê Gestor do Programa Mulher, a eng. quím. Simone Baía parabenizou as iniciativas do Crea-PR e enfatizou que o Regional é um dos precursores nas iniciativas de equidade de gênero: “O Crea Paraná há 15 anos deu início a essa temática e desde então vem contribuindo para a ampliação da participação feminina no Sistema”, disse Baía.


Crea gaúcho

Já a coordenadora do Comitê Gestor do Programa Mulher do Crea-RS e diretora administrativa, eng. agr. Elisabete Gabrielli, informou que têm ocorrido plenárias do Crea-RS nas cidades do interior do estado, sempre precedidas de reuniões do Programa Mulher. “Também estamos buscando parceria com uma Organização Não Governamental (ONG), Parceiros Voluntários, para trabalhar programas que envolvam treinamento de mão de obra e queremos ser parceiros nessa iniciativa”, detalhou Gabrielli. Ela ainda relembrou o evento "Mulheres pelo Mundo", realizado em março, que contou com a norte-americana Aprille Ericsson, engenheira da Nasa há 27 anos e que compartilhou sua experiência para inspirar outras mulheres. Gabrielli até sugeriu que essa participação poderia compor os debates da 77ª Semana Oficial da Engenharia e da Agronomia (Soea).



A coordenadora também compartilhou números sobre a participação feminina no estado. Das 117 vagas de conselheiros titulares, apenas 21 são ocupadas por mulheres, o que representa 18,26%. Se considerar as suplências, esse número sobre para 20,72% de conselheiras. Em relação à diretoria do Crea RS, 50% do quadro é composto por mulheres. Vale destacar que, em 87 anos, é a primeira vez que o Regional elege uma mulher para presidir a autarquia: a eng. amb. Nanci Walter foi eleita primeira mulher na modalidade em todos os cargos do Sistema Confea/Crea para o mandato até 2023.



Representante do Comitê Gestor do Programa Mulher do Confea, o eng. quím. Marino Greco, que é do Rio Grande do Sul, comentou a evolução do Programa desde que foi implantando no Regional, em março do ano passado. “É visível como o tema ganhou proporção e as iniciativas vêm se superando”, disse o engenheiro.



Elisabete Gabrielli anunciou que para o dia 23 de junho o Crea Gaúcho vai promover – presencialmente no Planetário da UFRGS – um evento aberto para discutir mercado de trabalho para mulheres com a eng. eletric. Camila Maciel, do Elas de Botina; e a eng. agr. Aldenise Ceratti, da Prefeitura de Porto Alegre. “O evento é aberto e pretende trazer escolas para participar”, informou.


Crea-SC

Por sua vez, a coordenadora do Comitê Mulher do Crea em Santa Catarina, eng. civ. Núbia Ferreira da Luz Viezzer, apresentou a homenagem ao Dia das Mães, que teve a conselheira suplente Joelma Teza, com a filha no colo, estrelando a campanha do Regional sobre a maternidade e a profissão.




Viezzer ainda falou das iniciativas bimestrais no interior do estado para disseminar as ideias do programa. “Já estivemos em Chapecó e em Blumenau e pretendemos ampliar a nossa atuação no interior do estado”, esclareceu. “Para o Dia Internacional da Mulher na Engenharia, vamos homenagear as profissionais mais antigas registradas no Crea-SC”, anunciou.


Antes de finalizar a reunião, Simone destacou o trabalho das coordenadoras. “É de suma importância a inserção feminina e que esse movimento alcance as entidades de classe. Também precisamos entender por que as profissionais que se formam não estão exercendo a profissão”, alertou Simone. O gerente de Relacionamentos Institucionais, Renato Muzzolon Júnior, destacou a importância dos encontros regionais: “Estamos realizando esses encontros por região e tem sido muito interessante esse intercâmbio de experiências, que serve de inspiração para os estados e para o Federal. A ideia é que na Soea a troca seja ainda maior para que o programa Mulher ganhe ainda mais força”, disse o gerente.


Ao final da reunião ficou acertado que os Creas têm até o final do mês para apresentar contribuições para o Fórum do Programa Mulher da 77ª Soea, que será realizada de 04 a 06 de outubro, em Goiânia (GO).


Acesse a cartilha do Programa Mulher do Sistema Confea/Crea e Mútua

Saiba mais sobre as reuniões regionais:

Creas da Região Sudeste apresentam experiências do Programa Mulher


Fernanda Pimentel Equipe de Comunicação do Confea


28 visualizações0 comentário