Buscar
  • henriquenunes6

Dia Internacional da Mulher: live reúne lideranças do Sistema Confea/Crea





Brasília, 8 de março de 2022.

“Estamos aqui por equilíbrio e competência.”

“Queremos respeito para todas.”

“Ainda é preciso falar sobre preconceito.”

“Agressões por simplesmente ser Mulher.”

“Ser Mulher é ter dignidade.”


Essas foram algumas das frases que marcaram a live promovida pela Mútua, Caixa de Assistência dos Profissionais do Crea e transmitida pelo Youtube, na manhã desta terça-feira (8/3), Dia Internacional da Mulher.






Ditas por Karen Daniela Melo Miranda, engenheira civil e diretora-geral da Mútua/BA; Giucélia Figueiredo, engenheira agrônoma e diretora administrativa da Mútua nacional, e ainda por Cristiane Rodrigues, presidente da Associação de Engenheiros Agrônomos de Goiás, as palavras traduzem a essência e ecoam a campanha da ONU Brasil “Violência contra mulheres: pela vida e dignidade”.


Ao destacar o apoio do presidente do Confea, eng. civ. Joel Krüger, ao Programa Mulher, do Sistema Confea/Crea, Giucélia refletiu a indignação de “em pleno século XXI ainda estarmos defendendo a vida das mulheres que sofrem diariamente todo o tipo de violência chegando ao feminicídio. Em nosso país, uma mulher é assassinada a cada 10 minutos, um dos maiores índices do mundo”, lembrou.



Para ela, “a resistência não pertence apenas a meninas e mulheres, mas a todos os homens que lutam por uma sociedade justa e igualitária. Nenhuma vida pode ser perdida. Queremos direitos e oportunidades iguais para meninos e meninas, para homens e mulheres. Vamos sim, construir uma sociedade igualitária no mundo”.


Palestrantes abordam tema Mulher em congresso da Fmoi


Em missão na Costa Rica representando o Confea junto ao Congresso Mundial de Engenharia e à assembleia da Federação Mundial de Organizações de Engenharia (WFEO/Fmoi, nas siglas em inglês e francês), o presidente Joel Krüger parabenizou as profissionais, as funcionárias da Mútua, do Confea, dos Creas e todas as mulheres da sociedade.


Joel disse que o tema também vem sendo tratado no Congresso Mundial, com destaque para o trabalho da mulher na engenharia abordado por diversas palestrantes e com a participação da primeira dama daquele país, arquiteta Claudia Dobles Camargo.


“Os temas discutidos no Brasil em torno da mulher também permeiam os debates internacionais”, disse, lembrando a atuação do Programa Mulher, implementado nas 27 unidades da federação:


“Nós temos a Karen Miranda, da Mútua, que faz parte do Comitê Gestor do Programa no Confea, e a Mútua tem participado bastante”, disse, elogiando também a atuação da diretora administrativa da entidade, Giucélia Figueiredo.


“Um só corpo. Uma só alma”


Antes da palestra apresentada durante a live por Cris Guerra, comunicadora, escritora e produtora de conteúdo digital, sob o título “Trajetória da Força”, com imagens geradas a partir da sede da Mútua em Brasília, também falaram pela caixa de assistência o diretor de Tecnologia, geol. Waldir Costa e o eng. civ. Carlos Vilhena, diretor de Benefícios, que anunciou a elaboração do Programa Auxílio Maternidade para destinar três salários mínimos durante seis meses para as profissionais que deixaram de ter renda fixa ou mesmo estejam desempregadas. Para ele, “o Dia da Mulher é Todo Dia”.


Por sua vez, o diretor presidente da Mútua, eng. agr. Francisco Almeida, pediu uma salva de palmas para as mulheres ucranianas e afirmou “ estamos juntos, somos um só corpo, uma só alma”.




Mudança de paradigma


Encerrando sua participação na live, Joel Krüger condenou a fala do deputado Arthur do Val (Podemos/SP) sobre as mulheres ucranianas, e lembrou da nota de repúdio divulgada pelo Confea sobre a declaração do também deputado Eduardo Bolsonaro (PSL/RJ), questionando a participação de mulheres na obra de construção da Linha 6-Laranja do metrô de São Paulo, que desmoronou há cerca de um mês.


Para o presidente do Confea, “estamos não só comemorando, mas participando das mudanças de paradigma com as mulheres ocupando espaço que é legítimo e de direito”. Reforçando a necessidade do respeito, mesmo sabendo que muitos já ouviram a frase, Krüger repetiu: “metade do mundo são mulheres e outra metade são filhos dessas mulheres”.


Confira detalhes sobre a participação da comunicadora e escritora Cris Guerra no evento em homenagem ao Dia da Mulher promovido pelo Sistema Confea/Crea e Mútua:



Maria Helena de Carvalho/Henrique Nunes/Julianna Curado

Equipe de Comunicação do Confea

Fotos: Marck Castro/Confea

3 visualizações0 comentário